Manutenção
06 Mai 2019

Sistema de freio: componentes e funcionamento

Boa parte da segurança de um motorista e de seus passageiros depende da manutenção de um dos itens mais importantes do seu carro: o sistema de freio. Por isso, ele merece uma atenção especial tanto na hora de fazer a manutenção do veículo como durante os trajetos percorridos.

Como funciona o sistema de freio?

O sistema de frenagem é composto por diversas peças, todas fundamentais para o desempenho na hora de desacelerar o seu veículo. Para que a frenagem ocorra, é preciso que, quando o motorista pisa no pedal de freio, haja um atrito nas rodas, reduzindo a velocidade do carro aos poucos ou bruscamente, conforme necessário.

Isso acontece quando a força da pressão feita no pedal passa para o servo freio e, em seguida, para o cilindro mestre. É ali que fica o fluido de freio. Com o acionamento dessa engrenagem, uma pressão hidráulica é formada, comprimindo as pastilhas e colocando-as em atrito com o disco. Isso é o que faz com que as rodas parem de girar.

Quais os componentes desse sistema?

Para melhor compreender o funcionamento do sistema de freio e saber quando é a hora certa de procurar um mecânico, é importante conhecer os seus principais componentes. Veja quais são eles:

  • Disco de freio: está presente na parte dianteira ou nas rodas da frente e de trás;
  • Tambor de freio: nos modelos mais recentes, consta apenas na parte traseira do veículo;
  • Pastilhas de freio: são usadas junto aos discos;
  • Lonas de freio: estão ligadas aos tambores;
  • Cilindro mestre: é o responsável por enviar o fluido de freio à frenagem nas rodas;
  • Servo freio: é o que aumenta a força com que o motorista pressiona o pedal, acionando o sistema de freio;
  • Cilindro de roda: responsável por acionar o freio traseiro, caso ele use tambores;
  • Pinça de freio: onde as pastilhas ficam encaixadas e são pressionadas junto ao disco.

 

 Fonte: Fras-le